Fato Concreto

Fato Concreto

Outra que tenta passar com celular na vagina.

 Aline Silva Reis ( foto ), tem 19 anos, mora no bairro Queimadinha em Feira de Santana/Ba e é mais uma jovem, entre tantas outras mulheres que são flagradas constatemente com celulares e drogas escondidas dentro da vagina, tentando entrar em presídios. Este foi mais um caso acontecido na cidade, mas esta tem sido uma prática comum em todo o Estado.
 Sabe - se que o objetivo principal do uso de aparelhos celulares por parte de quem está sendo apenado em presídios é tão simplesmente dá continuidade à suas intenções criminosas, não perdendo assim o controle de seus pontos de tráficos, comando de quadrilha e passar instruções aos seus comparsas que estão ainda do lado de fora. A jovem utilizou - se de papel carbono e camisinha para poder introduzir os trecos em sua própria vagina.
 Após ter sido flagrada neste ridículo, a jovem foi apenas ouvida e liberada como se nada tivesse acontecido. Na minha humilde opinião de cidadão brasileiro, acredito que está na hora de inserir uma lei mais severa para este tipo de prática. Não se pode deixar os agentes de presídio e polícias ... " Enxugando gelo ".

* Foto: Central de polícia

0 comentários:

Postar um comentário

NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS DEPRECIATIVOS, DESRESPEITOSOS E EM DESACORDO COM AS LEIS VIGENTES.