Páginas

Dois homicídios em Feira de Santana que está sem rabecão

No inicio da  tarde do dia 07 de Feverreiro de 2012 (terça-feira), o jovem Ademilton Oliveira Queiroz, 24 anos foi assassinado com dois tiros de pistola, quando transitava com sua motocicleta, pela rua Vilebaldo Pereira, no conjunto Alvorada, bairro Gabriela em Feira de Santana/Ba. Segundo informações, Ademilton estava acompanhado com sua esposa, quando dois criminosos montados em uma outra motocicleta se aproximaram e o carona com arma em punho deflagrou dois tiros acertando a cabeça da vitima, que caiu já caiu mortalmente ferido. Os assassinos fugiram. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ainda chegou ao local, mais constatou que o jovem já estava sem vida. Ademilton residia no mesmo bairro onde foi assassinado.

 Outro assassinato foi registrado na mesma data em Feira de Santana, por volta das 15h30 na rua Chico Mendes, no bairro Sítio Matias.
Felipe Oliveira Santos, 19 anos foi perseguido por dois homens que estavam em uma motocicleta. O jovem ainda tentou se esconder em uma vila de quartos, mas foi encontrado e executado com vários tiros.

Os corpos foram removidos para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para serem necropsiados.

Para piorar, os dois rabecões da cidade estão quebrados:

 
 O serviço do Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana/Ba está comprometido por causa dos dois rabecões quebrados há quase duas semanas.
Algumas funerárias estão transportando os corpos para o necrotério, o que não é permitido pela Justiça, tampouco pelo Ministério Público, que segundo informações, já teria advertido o órgão no mês passado. Para tentar diminuir o problema, a direção do DPT solicitou emprestado o rabecão de Serrinha. A situação é desgastante, haja vista que o mesmo veículo está dando apoio ao DPT de Santo Amaro da Purificação, que também permanece com o seu veículo quebrado.

O DPT de Feira de Santana atende a mais de quarenta cidades, e ainda está sobrecarregado pela região de Itaberaba, que não dispõe de legista até o momento. O órgão daquele município está enviando os corpos para serem necropsiados em Feira, o que provoca grande transtorno na hora de liberação deles, durante o dia. O Instituto Médico Legal (IML) de Salvador enviou nesta segunda-feira (06/02) um funcionário à Feira de Santana para dar suporte aos auxiliares de necropsia devido ao montante de autópsias que estão sendo feitas diariamente .

* Infromações e fotos do site: Polícia é Viola e Central de Polícia.

2 comentários:

Anônimo disse...

Esse aprontava demais na área. Ainda falta outros aí que precisam mudar de vida urgentemente.

Anônimo disse...

é final dos tempo

Postar um comentário