Fato Concreto

Fato Concreto

Policiais grevistas; Justiça prende uns e solta outros...

A prisão do policial Fábio Morais Leite, lotado em uma  Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), em Feira de Santana/Ba deve ser revogada ainda hoje (09/03/12). Ele teve a prisão preventiva decretada, após a greve da Polícia Militar, e foi preso no dia 29 de fevereiro, onde está custodiado no Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas, até a data de ontem (08).

O advogado Péricles Novais (foto), afirmou para reportagem do Polícia é Viola que a revogação da prisão foi assinada pelo Juiz Paulo Roberto, da Auditoria Militar de Salvador, que entendeu que não foi necessária a prisão do policial Fábio Moraes.

“A prisão de Fábio foi decretada apenas porque na porta do batalhão ele exerceu o direito de se expressar, que está previsto na constituição, mas ele não cometeu nenhum ato de vandalismo, ele não danificou nenhuma viatura, nenhum patrimônio público”. Contou o advogado.

Péricles afirmou ainda que o soldado Fábio retornará para 64ª CIPM, mas não vai poder voltar as ruas, onde vai ficar 60 dias exercendo o trabalho administrativo, até o julgamento.

Na última quarta-feira (07/03/12) já havia sido revogado, pela Justiça Militar, o mandado de prisão preventiva contra o sargento Otávio JOEL Araújo. Militar reformado. Joel é vereador em Feira de Santana/Ba e cumpre seu terceiro mandato.

Um juiz da Auditoria Militar teria pedido a prisão de Joel em virtude de sua participação na greve dos policiais, no mês passado do corrente ano. O sargento teria colocado o seu automóvel em frente ao antigo 1º BPM, para impedir que viaturas deixassem o local.
Nem tudo é festa:
Momento em que Josafá é levado para o Batalhão de Choque
O policial militar Josafá Ramos, que estava com prisão preventiva decretada, sob acusação de ter participado da greve da Polícia Militar da Bahia em Feira de Santana se apresentou na sede da 67ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), localizada na Avenida João Durval Carneiro, no bairro Brasília. Josafá já tinha manifestado, a sua intenção se apresentarr e na manhã do dia 09/03 compareceu a 67ª CIPM, acompanhado da advogada Raquel Scandiani e o irmão Enoque Ramos e se apresentou ao Major Gilvan comandante daquela Cia. Enoque Ramos disse que a Justiça será feita, por que a família tem certeza da inocência de Josafá. “Ele não é um bandido, estava apenas reivindicando um direito dele, uma promessa que o governo fez e não cumpriu. Ele está sendo acusado de roubo de uma viatura em Salvador, enquanto no dia que aconteceu a ocorrência, Josafá estava em Feira de Santana, em frente ao Batalhão. Espero que as provas de que ele roubou a viatura apareçam e caso contrário seja feita a Justiça”, afirmou Enoque.
O irmão afirmou ainda que, Josafá pode ter sido confundido, até propositalmente. “Ele é uma pessoa lutadora que aparece sempre na mídia. A família está muito abalada e inconformada com a injustiça que está acontecendo”, contou.

PRISÃO DECRETADA

O irmão de Josafá afirmou ainda que mesmo com um mandato de prisão em aberto e sendo considerado foragido da polícia, ele (Josafá) estava o tempo todo em Feira. “Em alguns momentos na casa dele, ou na casa de alguns familiares, mas não saiu de Feira, teve problemas de saúde, precisou ir ao médico, apresentou atestado a PM, que foram ignorados”, alegou.

DEFESA

A advogada de Josafá Ramos, Raquel Scandiani, disse que o PM será levado para Corregedoria da Polícia Militar, que fica na capital baiana, depois para o Batalhão de Choque, localizado no município de Lauro de Freitas.
 A defensora afirmou ainda que existiram dificuldades em acessar o processo, porem a acusação que pesa sobre o policial é a mesma que foi apontada aos outros participantes da greve: crime de motim. “O pedido de revogação já foi feito e está para ser analisado pelo Juiz”, afirmou.

1 comentários:

Anônimo disse...

A justiça é e está cega... Pa´s de gente hipócrita. Enquanto isso as ruas estão chei de traficantes que vivem aliciando os menores que por sinal de menor não tem nada, sabem extamente o que estão fazendo. as leis não endurecem de forma consciente e visa dá mais respeito as pessoas de bem desta me... de País.

Postar um comentário

NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS DEPRECIATIVOS, DESRESPEITOSOS E EM DESACORDO COM AS LEIS VIGENTES.