Fato Concreto

Fato Concreto

Cabo Bruno é assassinado no interior de São Paulo

Foi assassinado a tiros, na noite de 26 de setembro de 2012, o ex-policial militar Florisvaldo de Oliveira, o cabo Bruno. Ele foi morto a tiros na porta da casa aonde morava, localizada no bairro Quadra Coberta em Pindamonhangaba/SP. O cabo ficou conhecido nacionalmente por liderar um grupo de extermínio na década de 1980 na capital paulista. Condenado a 120 anos de prisão, ele cumpriu 27 anos recluso e recebeu indulto por bom comportamento  havia 34 dias.

Segundo informações da polícia, o crime pode ter sido cometido por vingança, já que nada foi levado da vítima e nem os parentes que estavam próximo a ele no momento do crime não sofreram nenhum tipo de atentado.

O cabo Bruno havia se convertido ao cristianismo e se tornara pastor evangélico, aonde se casou com uma cantora gospel. Ele voltava de um culto quando foi assassinado com tiros de pistola calibre .40 e 380, efetuados por homens desconhecidos que fugiram logo em seguida.

O crime já está sendo investigado pela polícia.

* Fato Concreto com informações e foto do Estadão.        

0 comentários:

Postar um comentário

NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS DEPRECIATIVOS, DESRESPEITOSOS E EM DESACORDO COM AS LEIS VIGENTES.