Fato Concreto

Fato Concreto

Ladrões de joalheria de Riachão do Jacuípe são presos pela PM


A Polícia Militar da Bahia prendeu quatro homens em flagrante logo após terem assaltado uma joalheria em Riachão do Jacuípe/BA.

O fato aconteceu na tarde de 19 de janeiro de 2013 (sábado), quando os policiais da guarnição serra 11, sob comando do soldado Washington, receberam a informação que alguns indivíduos haviam acabado de praticar o roubo no centro da cidade de Riachão do Jacuípe.


O veículo em que a quadrilha estava; Um fox cor branca, placa policial NZJ 6125, foi avistado já na BR116/Norte e a guarnição fez o acompanhamento do veículo. A CICOM (Centro Integrado de Comunicações) de Feira de Santana, foi informada  da perseguição que estava em andamento, e após saber que os suspeitos seguiam em sentido a cidade, repassou a situação para as guarnições da área.


Já em Feira de Santana, nas proximidades do posto Trevo, os policiais da serra 11, contaram com o apoio da guarnição lobo 21, que pertence a 66ª CIPM para realizar a interceptação do veículo, encerrando assim a fuga da quadrilha.

O cabo Lobo Rosa - comandante da lobo 21 - declarou " Eles foram surpreendidos pela nossa guarnição que surgiu repentinamente na frente deles, não lhes dando chance de continuar a fuga". Disse o cabo.


Com a quadrilha foram encontrados diversos objetos roubados na joalheria, tais como brincos, pulseiras, relógios, anéis, além de vários aparelhos celulares que foram subtraídos das vítimas. Em poder da quadrilha, os policiais também flagraram a posse de dois revólveres calibre 38, sendo que um deles estava com a numeração raspada. Todos municiados.


Apresentados na delegacia de Feira de Santana, os integrantes desta quadrilha foram identificados. São eles: Jordy Oliveira Santos, 20 anos morador de Riachão do Jacuípe, Paulo Roberto Ribeiro dos Santos, 19 anos, morador de Mussurunga em Salvador, Felipe Luan Santos dos Santos, 21 anos, que disse morar em salvador e Reinaldo Silva Nascimento, 28, este último estava com mandado de prisão em aberto, oriundo da Justiça da capital do Estado.


                                               * Fato  Concreto 

0 comentários:

Postar um comentário

NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS DEPRECIATIVOS, DESRESPEITOSOS E EM DESACORDO COM AS LEIS VIGENTES.