Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Policial foi colocado de joelhos e executado a tiros


“Ele foi baleado em seu veículo, levado com vida para Jauá, obrigado a ficar de joelhos e foi executado com vários tiros, principalmente na cabeça”, esses foram os últimos momentos de vida do soldado da Operação Gêmeos, Antonio Lopes da Silva Junior. O PM foi morto na tarde de quinta-feira (28/03), mas só teve o corpo encontrado na manhã desta sexta (29), em uma estrada vicinal localizada em Bela Vista de Jauá, no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. De acordo com as investigações preliminares, o policial foi baleado quando seguia com o seu veículo, modelo Vectra Hatch, para buscar seu filho em Abrantes. Antes, o carro foi interceptado e alvejado quando passava por Lauro de Freitas. Antônio foi atingido no braço e terminou sendo rendido. Os autores do crime jogaram o policial em outro carro e seguiram até o local do crime.

A polícia encontrou o veículo do soldado na noite de quinta-feira (28) em um matagal no bairro de Vida Nova, próximo à fábrica de brinquedos Acalanto, em Lauro de Freitas. Segundo informações dos policiais, o carro foi encontrado com duas perfurações de armas de fogo e sangue no teto. No momento do crime ele encontrava-se de folga.

Segundo informações de Marcos Mousinho, perito do Departamento de Polícia Técnica (DPT), todos os indícios apontam para a execução do policial. “Ele chegou aqui ainda com vida. Foi colocado de joelhos e apresentava nove marcas de tiros, sendo que dois foram nas costas e três na cabeça. Ele não teve chances de reação”, explica.



* Fato Concreto com informações do Bocão News

0 comentários:

Postar um comentário