Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Tenente da Polícia Militar é assassinado em capim Grosso


No fim da tarde de 28 de março de 2013 (quinta-feira), o tenente da polícia militar, marcos José de Souza, 44 anos, foi assassinado com quatro tiros no momento em que parou em posto de combustíveis na cidade de Capim Grosso, interior da Bahia. Segundo informações, o tenente estava abastecendo o carro de sua propriedade quando dois homens, sem capacete, chegaram em duas motos disparando tiros a queima roupa.

De acordo com informações da namorada do policial, Marcos desceu do carro para efetuar o pagamento, quando ouviu a voz alterada do oficial pedindo para que não atirasse.


O tenente, que pertencia a 24ª CIPM e se encontrava de folga, ingressou na PM em 1990, se destacou no comando do pelotão de Capim Grosso pelo combate ao tráfico de drogas e por sua postura em organizar o trânsito da cidade, principalmente com apreensão de motos e carros irregulares. O sepultamento está agendado para as 17:00hrs do dia 29, no cemitério de Jacobina.


Que haja conforto e paz de espírito à família enlutada desta vítima da violência gratuita que está enraizada em nossos dias atuais.




3 comentários:

Anônimo disse...

A policia tem quer agir sem levar em contar determinações das leis.Bandidos que matam policiais têm que serem mortos por policiais.Encontrou: atira na testa!

Anônimo disse...

RIDÍCULO O COMENTÁRIO ACIMA! CERTAMENTE O CIDADÃO QUE O POSTOU DESCONHECE O SOFRIMENTO DE UMA FAMÍLIA QUE PERDE SEU ENTE QUERIDO. ASSIM COMO ESTA SOFRENDO A FAMÍLIA DO TENENTE ASSASSINADO, MUITAS OUTRAS JÁ PASSARAM PELA MESMA DOR COM PESSOAS QUE FORAM MORTAS POR ELE.

Anônimo disse...

Mortas por ele? Seu infeliz, bandido que troca tiro com a polícia comete suicídio. Insolente!

Postar um comentário