Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Homem arranca o dedo de um policial com uma mordida


Um homem com necessidades especiais causou um tumulto e arrancou o dedo de um policial militar em um posto da Coelba no município de Conceição do Coité/BA. A situação aconteceu no início da tarde de 05 de abril de 2013 (sexta-feira), por volta das 12h30, quando Egídio Carmo dos Santos entrou no estabelecimento que está localizado no centro da cidade.

O cliente aguardou ser atendido e fez uma queixa sobre o fornecimento de energia no povoado de Domingos, no município. Segundo a polícia, Egídio exigia que o problema fosse verificado, embora a atendente da Coelba informasse que não poderia ser feita uma avaliação imediatamente.
Percebendo que o homem estava alterado dentro do posto de atendimento, um policial militar à paisana intercedeu pela funcionária e pediu que Egídio permanecesse calmo. A partir de então, o homem perdeu o controle e, irritado, atirou o computador da empresa no chão.

O policial militar tentou contê-lo, mas Egídio revidou arrancando o dedo do agente com uma mordida. De acordo com a delegacia da cidade, Egídio precisou ser encaminhado para o Hospital Regional de Conceição do Coité, onde foi forçado a tomar injeções com tranquilizantes. Egídio já tinha passagem na delegacia por homicídio.

A polícia da cidade afirmou que o PM também foi enviado para o hospital onde recebe atendimento médico, mas disse não possuir a identificação do agente, que é lotado na 4ª Companhia do 16º Batalhão de Polícia Militar.


Fato Concreto  com informações do Correio.

0 comentários:

Postar um comentário