Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Polícia civil e Tático Móvel prendem acusados de tráfico e homicídios no Areal


Policiais do Serviço de Investigação da Coordenadoria da Polícia Civil, com apoio de policiais militares do Tático Móvel, desarticularam uma quadrilha formada por traficantes e homicidas, fato ocorrido no inicio da noite de 12 de setembrot de 2013 (quinta-feira), segundo informações, o grupo atuava no bairro Areal em Feira de Santana/BA.

Os integrantes foram identificados como: Renan Dias dos Santos, 22 anos; Istaley Silva Lopes, 23, Tarcísio Henrique Tito da Silva, 25 e Matheus da Silva Macedo Ciata, o "Matheusinho" 18, todos moradores do Areal.

Segundo a polícia, os quatro são acusados de traficarem drogas e praticarem homicídios. Com eles, os policiais encontraram uma quantidade de maconha. Ainda de acordo com a polícia, Renan é acusado de matar Bruno Araujo Reis, no dia 13 de abril do ano passado, no povoado de Magalhães no município de São Gonçalo dos Campos, além de outras pessoas que estão sendo investigadas pela Delegacia de Homicídios. “Matheusinho é acusado de praticar vários homicídios na companhia dos comparas identificados como Prego e Seco, que encontram-se no Conjunto Penal de Feira de Santana. Tarcisio e Istaley também são suspeitos de praticarem homicídios no bairro Brasília, Tomba e em São Gonçalo”, frisou um dos investigadores.



Ainda de acordo com a investigação, Renan tem uma prisão preventiva decretada pela comarca de São Gonçalo dos Campos e os policiais da Coordenadoria receberam informações que o mesmo se encontrava na localidade conhecida como Taboas, no Areal. “Quando chegamos ao local tinha mais traficantes e correram para o matagal, mas solicitamos o apoio do Tático e conseguimos prender os quatro, enquanto outros três conseguiram fugir pelo mato”, contou um policial.

Os quatro foram encaminhados para o Complexo Policial Investigador Bandeira e autuados em flagrante por tráfico de drogas e formação de quadrilha, sendo que Renan também foi preso por constar um mandado contra ele.



* Fato Concreto com informações de Gledson Santos

0 comentários:

Postar um comentário