Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Segurança é destaque na micareta de Feira de Santana 2014


A segunda maior festa popular da Bahia, a Micareta de Feira de Santana, mais uma vez foi destaque, no palco nacional, pelas apresentações dos principais artistas e blocos do cenário baiano, que atrai milhares de foliões e turistas.
Superando o momento crítico ocorrido na grave da Polícia Militar, em todo o estado, o desafio foi lançado principalmente para os órgãos de segurança. O empenho das polícias, civil e militar desta vez teve um desafio ainda maior, que foi de garantir e promover a sensação de tranquilidade para população.
O planejamento da PM teve uma estratégia pontual, segundo o coronel Adelmário Xavier do Comando Leste, que empregou um efetivo maior das tropas especializadas em apoio ao policiamento, no circuito, entorno da festa, e bairros da cidade. No total entre polícias civil, militar, Corpo de Bombeiros, polícia técnica foram 6 mil homens.

Cel Castro e cel Adelmário Xavier

Houve redução significativa nos índices de violência no comparativo com o ano de 2013, os casos de roubo tiveram uma redução de 50%, enquanto as lesões corporais recuaram 29,4% e as vias de fato (brigas) caíram 52,7%, durante a realização da festa.
Para o comandante geral da PM, coronel Alfredo Castro, o aparato tecnológico, a mão de obra profissional envolvendo toda a logística de alojamento, alimentação, serviço de inteligência, e principalmente a interação entre as polícias, permitiu o sucesso da Segurança Pública.



O delegado regional da Polícia Civil, Ricardo Brito, ressaltou que o resultado “foi fruto da integração de todos os órgãos envolvidos na organização da festa”.



“ O policiamento está ótimo, não vi pelo menos aqui onde estou nenhuma briga” disse, Dona Solange de Salvador, que trabalha como  vendedora ambulante a mais de 20 anos na Micareta em um ponto próximo a  estação rodoviária.
“Estive todos os dias na folia, ainda trouxe meus filhos, não percebi nenhuma confusão. Olha que são  mais de 20 anos que participo, este ano achei ainda  bem melhor o policiamento”, disse Lucio Maia de Feira de Santana.
Já o senhor Francisco de Irará, que há 08 anos monta barraca no circuito da festa, só lamentou que as vendas foram fracas, mas, não deixou de elogiar o policiamento. “Fim da greve, feriadão da Semana Santa, eu já tinha essa previsão na baixa das vendas. Agora o policiamento, muito bom não tenho o que reclamar,” pontuou.


Celulares Smartphone, pistolas Taser, rádios comunicadores com geoprocessamento e câmeras de vídeo-monitoramento, Centro de Informações e Decisões Estratégicas (CIDE), móvel com monitoramento com possibilidade de análise e ajuste em tempo real das ações realizadas. O sistema que funcionou 24 horas, deverá ser utilizado durante os jogos da Copa do Mundo em Salvador.
O Grupamento Aéreo (Graer)  também estará utilizando as câmeras de monitoramento de longo alcance, assim como o fez durante a folia momesca.


Na véspera da Micareta o prefeito da cidade, José Ronaldo chegou a realizar uma audiência com secretários dos órgãos municipais, donos de blocos e camarotes para decidir se a festa seria cancelada, caso a grave da PM não findasse. Com a votação em assembleia no dia 17 onde foi decretado o fim da greve, a data oficial da Micareta de Feira foi mantida de 24 a 27 de abril.

* Fato Concreto com informações da Ascom/CPRL

0 comentários:

Postar um comentário