Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Governo e bancos discutem planos para o combate a crimes contra instituições financeiras



O governador Rui Costa reuniu-se, na tarde desta quinta-feira (9), com o presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, e o secretário estadual da Segurança Pública, Maurício Barbosa, para discutir ações de combate a crimes contra instituições financeiras.

Na ocasião, um plano de ação foi criado para combater os crimes contra caixas eletrônicos, com foco na ampliação do monitoramento por meios de câmeras de segurança. Ficou definida também a criação de um grupo de trabalho, formado pela SSP e Febraban, que irá estabelecer outros mecanismos de segurança como a tinturação de cédulas.

O encontro desta quinta fecha um ciclo de reuniões promovidas pelo Governo do Estado, que já se reuniu com representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Bradesco. "Decidimos ampliar a integração entre o governo e os bancos, sejam eles públicos ou privados, para reduzir os crimes que colocam em risco a segurança de todos os cidadãos e das instituições bancárias", comentou o governador.

No dia 16 de março do corrente ano, o governador enviou carta ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e ao presidente do Conselho Diretor da Febraban, Roberto Egydio Setúbal, solicitando articulação entre as instituições para promover uma série de ações de prevenção e combate a crimes contra bancos.

Na oportunidade, Rui Costa destacou que o governo tem atuado fortemente nesta questão, por meio de “forças-tarefa e do incremento do policiamento ostensivo em períodos críticos, que resultaram na prisão de 582 pessoas, 117 resistências à prisão, e no desmantelamento de 78 quadrilhas”. Entre 2011 e 2014, foram apreendidas 1.729 unidades de explosivos e 386 armas de fogo na Bahia. Disse o governador.


* Informações completas do site Acorda Cidade

0 comentários:

Postar um comentário