Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Polícia Rodoviária Federal reforça pontos estratégicos na Micareta 2015 de Feira de Santana



A partir de hoje (23) até o próximo domingo (26), policiais rodoviários federais reforçarão trechos estratégicos nas rodovias federais que circundam o município de Feira de Santana, durante a Operação Micareta de Feira de Santana 2015.

A operação faz parte do calendário de comandos especiais desenvolvidos com o objetivo de aumentar a fiscalização e vigilância policial nos grandes festejos, visando impedir que a elevação do fluxo de tráfego possa contribuir para ocorrências de acidentes de trânsito, além de implementar as ações de policiamento para repressão à criminalidade.
.
O planejamento da operação levou em consideração análises de dados estatísticos, com foco no comportamento dos motoristas e nas características dos acidentes considerados graves, ou seja, acidentes fatais ou com vítimas feridas gravemente. Essas análises permitiram direcionar as ações de prevenção, fiscalização, socorro às vítimas de acidentes, campanhas educativas etc. A otimização dos recursos humanos e materiais, possibilita melhoria na fiscalização para coibir comportamentos de risco como: ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e a mistura fatal de álcool e direção. A PRF reforça o alerta aos motociclistas para que, além das condutas citadas, sempre utilizem o capacete.

Para a Operação Micareta de Feira de Santana 2015, a PRF terá reforço no policiamento com Grupos de Operações Especiais e Motopoliciamento. Com o objetivo maior de prevenção contra acidentes de trânsito, salvaguardando a integridade das pessoas, a PRF montará um esquema especial, reforçando as rodovias federais, principalmente nos trechos onde haverá intensa movimentação de veículos.

O principal foco de atuação da PRF continua sendo nas condutas responsáveis por elevados índices de letalidade nos acidentes. Por isso, além da embriaguez ao volante, os esforços de fiscalização estarão voltados para coibir o excesso de velocidade, as ultrapassagens proibidas e o não uso do capacete pelos motociclistas, que, segundo estudos do Ministério da Saúde, representam ¼ das mortes em acidentes de trânsito no país. Também será dada atenção às fiscalizações que envolvem habilitação, uso de cinto de segurança, o transporte clandestino de passageiros e relativos aos equipamentos obrigatórios dos veículos, especialmente quanto aos quesitos de iluminação.

Neste esquema especial da operação, a fiscalização de embriaguez nas rodovias federais poderá acontecer a qualquer momento e durante qualquer abordagem em que haja suspeita por parte do PRF fiscalizador. É importante lembrar que, após as mudanças na Lei Seca, não existe mais tolerância para a quantidade de álcool no organismo de quem dirige. Qualquer traço etílico verificado é suficiente para o motorista pagar uma multa de R$ 1.915,40, ter a carteira suspensa e ser impedido de seguir viagem.

Os policiais contarão ainda com o auxílio de etilômetros ("bafômetros") e radares entre portáteis e fotográficos, dentre outros equipamentos, além das viaturas operacionais, resgate, posto móvel e motocicletas, operando em motopoliciamento.

* Informações do Folha do Estado  

0 comentários:

Postar um comentário