Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Projeto sugere proibição de vendas de fardas da Segurança Pública em lojas comerciais



O projeto de lei  de nº 56/2015, de autoria do vereador Alberto Nery (PT), que  dispõe sobre a proibição da venda de fardas e qualquer tipo de vestuário, distintivos e acessórios das Polícias, Federal; Civil e Militar; da Guarda Municipal; das Forças Armadas e dos agentes penitenciários em estabelecimentos comerciais, no âmbito do município de Feira de Santana e dá outras providências, deverá  ser votado neste segundo semestre pelo Legislativo feirense.

De acordo com a matéria, ficam proibidos no âmbito do município de Feira de Santana, a venda de fardas, coletes e qualquer tipo de vestuário, bem como distintivos e acessórios das Polícias Federal, Civil e Militar, da Guarda Municipal, Forças Armadas e agentes penitenciários em estabelecimentos comerciais.

Segundo a proposição, o fornecimento de fardas e qualquer tipo de vestuário, bem como distintivos e acessórios usados pelos profissionais das referidas corporações devem ser efetuadas somente pelas instituições públicas respectivas.

Conforme o projeto, o descumprimento do disposto na presente Lei, implicará nas seguintes sanções: advertência; multa no valor de R$ 3.000,00,  podendo ser aplicada em dobro no caso de reincidência; cassação do alvará de funcionamento do estabelecimento.

Fica a cargo do órgão municipal competente a fiscalização e aplicação das devidas sanções pelo descumprimento desta norma.

A matéria informa também que as despesas decorrentes da execução desta Lei, correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas, se necessário.

A proposição diz ainda que o  Poder Executivo regulamentará esta lei no prazo de 90 dias, contados a partir da data de sua publicação. 

* Informações do Central de Polícia

1 comentários:

Anônimo disse...

Isso é uma vergonha se o nosso vereador não sabe as instituições só paga fardamento anualmente quando paga e tbm existem assessórios q as instituições não pagam e as lojas só vendem com apresentação da funcional e tbm existem vigilantes q usam os mesmo assessórios vai preucurar coisa melhor pra fazer

Postar um comentário