Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Emoção e dor no sepultamento de bombeiro militar que morreu durante resgate




Foi enterrado no final da tarde deste domingo (24), na cidade de Feira de Santana ,o bombeiro militar, Eduardo Santos Góes, 32 anos que morreu vítima de afogamento, após ter sido arrastado por uma correnteza durante um trabalho de resgate no sábado (23). 



Eduardo, estava lotado no 2º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM). O bombeiro militar morreu durante um trabalho de resgate a três pessoas que ficaram ilhadas por conta da cheia do Rio Jacuípe, nas proximidades do distrito de Galhardo.


De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o militar já tinha conseguido resgatar duas pessoas, mas foi arrastado ao tentar chegar à terceira vítima. As pessoas ilhadas foram resgatadas posteriormente sem ferimentos.Eduardo ainda chegou a ser retirado com vida da água por um dos cinco colegas que o acompanhavam na operação, mas não resistiu.

O Corpo de Bombeiros informou que foram realizadas várias manobras de salvamento, mas que não houve sucesso na tentativa de reanima-lo.


O corpo foi velado na manhã de domingo no Hospital Dom Pedro de Alcântara e o sepultamento ocorreu 16h no Cemitério Jardim Celestial.


Através de comunicado oficial, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia transmitiu pesar pelo falecimento do Sd BM Eduardo Santos Góes. "O soldado de 32 anos, formado em 2012 e lotado no 2° Grupamento de Bombeiro Militar em Feira de Santana, sempre foi um profissional exemplar, proativo e constantemente pronto a ajudar", afirmou o Comando.



                                            * Fato Concreto

0 comentários:

Postar um comentário