Fato Concreto

Fato Concreto

Páginas

Direção do CPFS explica as saídas temporárias


A direção do Conjunto Penal de Feira de Santana, em atenção a operação "Fim de Ano em Paz", deflagrada pela Polícia Civil, no último dia 28, na qual cumpriu 64 mandados de prisão expedidos pela Vara de Execuções Penais da cidade, em relação aos internos beneficiados pelas saídas temporárias nos últimos quatro anos que não retornaram à unidade prisional.



Capitão Alan - diretor do Conjunto Penal de Feira de Santana

A direção do CPFS informa que adotará junto ao Poder Judiciário as medidas necessárias para a regressão para o regime mais gravoso dos faltosos. a saída temporária é um benefício da Lei de Execução Penal (LEP), que tem entre outras finalidades, experimentar a reinserção gradual do indivíduo a sociedade. Aqueles que não retornam na data prevista ou cometem novos delitos durante este período, demonstram que ainda não estão preparados para viver em coletividade, por isso, a Lei prevê o retorno dos beneficiados para o regime mais rigoroso (sem a possibilidade desse benefício).


Portanto, a direção do CPFS reforça o seu compromisso de manter a comunidade tranquila e segura, garantindo que só os internos que preenchem os pré-requisitos legais e disciplinares, serão beneficiados com as saídas temporárias.


* Fonte: Ascom/CPFS

0 comentários:

Postar um comentário